Notícia Galo

Um agregador de notícias sobre o Galo Doido com mais de 120 fontes e alguns pitacos em sua caminhada!

A imprensa é racista?

Por Jones Rossi em De Primeira.
às 01h10.

O futebol se tornou um espaço onde as leis que se aplicam a todos os outros cidadãos podem ser ignoradas. Racismo, segundo a Constituição Federal, aquele conjunto de leis que rege o Brasil, constitui crime inafiançável e imprescritível, sujeito à pena de reclusão. Danilo, o zagueiro racista que o Palmeiras acha interessante ter em campo vestindo sua camisa, jogou em Curitiba, uma semana depois de ter chamado o zagueiro Manoel, do Atlético, de “macaco do caralho”. A cena, para que não sobre nenhuma dúvida, foi captada pelas câmeras e microfones de quase todas as emissoras.

Danilo e Manoel ainda serão julgados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva. Como Manoel deu uma pisada em Danilo – que cuspiu em Manoel – pode até receber uma pena maior que o racista. Não seria surpresa em um país no qual o futebol é usado para lavar dinheiro de mafiosos e grandes eventos como o Panamericano do Rio de Janeiro, em 2007, custam 10 vezes mais que o previsto. Incompetentes e corruptos responsáveis pelos resultados, em vez de serem punidos, foram premiados com uma chance de roubar mais em 2016.

Falar de Danilo não me interessa mais. Como bem definiu o colunista José Ilan em seu blog, o zagueiro racista do Palmeiras talvez nem se encaixe na categoria “ser humano”. Eu quero falar da repercussão dessa história toda na imprensa e o que lições podemos tirar disso.

A imprensa paulista impressa se comportou muito mal na história toda. Nenhum jornal deu destaque suficiente em suas manchetes para o caso. Todas as chamadas principais exaltaram a vitória do Palmeiras no dia seguinte. Às 22h46 do dia 15, data do primeiro jogo, a ESPN Brasil já havia colocado em seu site o vídeo em que é possível escutar claramente o xingamento racista de Danilo, se é que os repórteres que estavam no estádio já não haviam apurado a história toda.

Mas, na hierarquia jornalística dos editores dos jornais de esportes paulistas, era mais importante o resultado de uma rodada de oitavas-de-final da Copa do Brasil do que o racismo presenciado em campo. O Lance! Apareceu com uma manchete nojenta “TAMO JUNTO”, enquanto o Diário de São Paulo e o Estadão exaltaram Robert, autor do gol da vitória palmeirense. A Folha de S. Paulo deu destaque para o que chamou de “acusação” de Manoel, sem confirmar o xingamento. Repito, o vídeo da ESPN estava no ar desde às 22h46. Mesmo com a evidência em vídeo, no dia seguinte, sites como o GloboEsporte.com conseguiram publicar a notícia com o vídeo do xingamento incluído na matéria, mas ainda sob o título “Manoel ACUSA adversário de racismo”. A imprensa, veloz em decretar culpas sem provas, com as provas em mãos se recusou a enxergar a óbvia culpa de Danilo.

Talvez seja o reflexo de uma profissão onde os negros não têm vez. Visite qualquer redação de jornal, revista ou site no Brasil. Não encontrará nenhum negro. Um ou dois, no máximo, mesmo nas maiores empresas. Não é de se admirar, já que somente 1,3% dos alunos da principal universidade do País, a USP, são negros. Talvez essa seja uma porcentagem até acima da média da maioria das redações.

O resultado é uma imprensa esportiva que, no mínimo, tanta colocar panos quentes sobre o assunto. Suspeito que seja medo ou falta de capacidade dos profissionais da área. É notória a falta de formação dos jornalistas esportivos, que em geral leem pouco, escrevem mal, e não têm condições de debater com algum tipo de coerência temas que fujam ao trivial de futilidades futebolísticas aos quais estão acostumados. Hoje, o papel do jornalista esportivo é parecido com o de um animador de auditório. Fazem tudo em nome do espetáculo. Então, o negócio é varrer para baixo do tapete questões incômodas como um jogador chamando o outro de “MACACO DO CARALHO”.

Carlos Eduardo Lino, comentarista da SporTV escalado para o jogo de ontem à noite em Curitiba, fez o que pôde para minimizar o caso. Antes dos times se cumprimentarem, disse que era uma chance para a reconciliação, para o perdão, e outras palavras que davam a impressão de que tudo não passava de birra de Manoel, que ele devia logo desculpar o racista Danilo e esquecer tudo, como se fosse um incidente menor, uma bobagem.

Quando Manoel passou reto por Danilo, que sequer estendeu a mão para ser cumprimentado, ficou indignado, e lamentou o que chamou de “chance perdida”. Para ele, o racismo pode ser resolvido com um aperto de mão. Então todos dormiríamos felizes com a democracia racial brasileira. Uma democracia que funciona só para quem, como Carlos Eduardo Lino e a maioria da imprensa que tem dinheiro para pagar um faculdade de jornalismo, tem a pele branca.

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Notícias do Galo

Twitter - Site do Galo

Youtube - TV Galo

Twitter - TV Galo

Clube Atlético Mineiro - Enciclopédia Galo Digital

Twitter - Galo Digital

Flickr - Galeria de Clube Atlético Mineiro

Somos Galoucura

O Canto do Galo

Google Groups - Atlético

Blog do Rei

Eu te amo Galo!

Copo Sujo - Atleticanismo Militante de Buteco

MontagensDGalo

Impurrasbicha!

Torcedor Atleticano

LANCES & NUANCES

GONZAGA GALO

Legião Alvinegra

Portal da Massa

Voz do Galo

Jornal do Galo

Galo é minha Vida

Planeta CAM

Vamu Galo

Na Crista do Galo

Futebol É Freud: Estado crítico de emputecimento

Diário do Galo

Paixão Preto e Branca

Atleticanos - Uma só paixão

Contagiando Multidões

Galo Show

Galo Generation

INCONDICIONALMENTE GALO

Vingadorez - Sempre Galo!

Galo Forte e Vingador

Voz Atleticana

Blog Galo Doido

SomosCAM - Uma vez até morrer!

Uma vez até morrer!

Galo Sempre

BLOG DO GALO - Galo é Amor

Arquibancada Alvinegra

CNN do GALO

Blog dos Atleticanos

Blogão do Atlético Mineiro

Galo de Prata 13

Galo: Preto no Branco

Diário do Campeonato

Galo Forever

Galo pelo Mundo

Louco pelo Galo!

Galo Doido FP

Galocast - A Podcast da Massa

movimento105.com

Esporte Interativo

Fred Kong | Blog do Torcedor do Atlético-MG

Fórum do Galo

Youtube - Soares Galo¹³

Youtube - Paixão Preta e Branca

Youtube - CNN do Galo

Youtube - AtléticoNews

Youtube - Galo Generation

Youtube - Fórum do Galo

Galo é meu Amor

Observatório do Esporte

SuperEsportes

Terceiro Tempo

Gazeta Esportiva

GloboEsporte.com

Goal.com News

Twitter - Kalil

Twitter - Gropen

Twitter - Reinaldo

Twitter - Marques

Twitter - Renan Ribeiro

Twitter - Guilherme

Twitter - Rever

Twitter - Leandro

Twitter - Diney

Twitter - Bernard

Twitter - Mario Henrique Caixa

Twitter - Emerson Romano

Twitter - Milton Naves "Show de Bola"

Twitter - Fórum do Galo

Twitter - Galo é Minha Vida

Twitter - Galö Metal

Twitter - SempreGalo

Twitter - movimento105min

Twitter - Torcida Tweetgalo

Twitter - BLOG DO GALO - Galo é Amor

Twitter - Geral do Galo

Twitter - CNN do Galo

Twitter - Galo Generation

Twitter - Galonews

Twitter - Galo Forever

Twitter - Galo Forte e Vingador

Twitter - Contagiando Multidões

Twitter - DG Mounts Cock

Twitter - Copo Sujo

Twitter - Roberto C. Filho

Twitter - Siga Seu Time

Twitter - @FC_CAM

Twitter - Galo: Preto no Branco

Twitter - Robson Roma

Twitter - Marco Lucio

Twitter - Galo É Meu Amor

Twitter - Blog dos Atleticanos - GALO

Twitter - Blog do Galo

Twitter - Loja do Galo Savassi

Twitter - Galo pelo Mundo

Twitter - Galo de Prata 13

Twitter - 13GaloNews

Twitter - Lado A

Twitter - Galocast

Twitter - Na Crista do Galo

Twitter - Pedro Couttinho

Twitter - CAMGaloForte

Twitter - Atleticogalo

Twitter - Massativa

Twitter - Galonautas

Twitter - Siga Seu Time

Twitter - UOL

Twitter - Terra

Twitter - Placar

Twitter - GloboEsporte

Identi.ca - Grupo Atlético Mineiro